domingo, 30 de julho de 2017

Resenha: Almas Afins

Autor: Edgard Armond
Editora: Aliança
Número de páginas: 153

Skoob

Este livro narra interessantes aspectos da Lei da Reencarnação, do Carma e da Justiça Divina, acompanhando a trajetória de Espíritos afins desde os tempos dos continentes submersos da Lemúria e Atlântica, passando pela 18ª Dinastia do antigo Egito, até chegar aos dias atuais, quando essas mesmas personagens dedicam-se a valiosas contribuições de natureza evangélica sob a bandeira do Cristianismo puro. Do ponto de vista histórico-doutrinário, a saga dessas personagens deixa claro ainda que por mais poderosos sejam os homens, jamais conseguirão impor às massas populares cultos estranhos ou contrários à sua própria mentalidade e sentimento. 

No terceiro e último livro da trilogia, Almas Afins vai falar dos ex habitantes da Capela vivendo no Egito, mais precisamente pela 18° dinastia.

Aqui o livro trata da lei da Reencarnação através de Espíritos afins que estão juntos desde muitas vidas. Quem narra a história que aconteceu no Egito são os mesmos espíritos que foram aqueles "personagens". Aqui é mostrado que nem sempre ser um líder significa controle do povo, desaparecimento de crenças.

Resenha: Na Cortina do Tempo

Autor: Edgard Armond
Editora: Aliança
Número de páginas: 125

Skoob

Sobreviventes da Atlântida preservam seus conhecimentos destinados à posteridade. Parte integrante da Trilogia História Espiritual da Humanidade - 'Os Exilados da Capela', 'Na Cortina do Tempo' e 'Almas Afins'.

Na continuação da trilogia Exilados da Capela, o segundo livro Na Cortina do tempo, fala dos exilados da Capela vivendo na Atlântida, esta que foi afundada em dois momentos distintos. No livro, o primeiro afundamento já tinha acontecido, mas os sobreviventes não estavam cumprindo muito com a missão que vieram fazer aqui na Terra, foi quando, um grupo de atlantes (grupo digamos mais espiritual) recebeu avisos do desaparecimento de suas terras.

O relato sobre o que aconteceu antes da inundação foi chocante, a natureza em fúria tirava o alimento, fazia as ondas chegarem a alturas apavorantes devastando o litoral, a população desesperada e o leitor com certeza agoniado. Esses espíritos com certeza tiveram uma grande provação, alguns porém se salvaram (os que receberam os avisos) indo para outras terras hora antes do desaparecimento total de Atlântica  e portanto conseguiram preservar seus conhecimentos destinados à posteridade.

Resenha: Exilados da Capela

Autor: Edgard Armond
Editora: Aliança
Número de páginas: 192

Skoob

Os Exilados da Capela, clássico da literatura espírita, com mais de 300.000 livros vendidos, é uma obra extraordinária que cuida das grandes indagações dos homens acerca do início da humanidade, chegando a inquietante assertiva: a evolução espiritual de uma civilização extraterrestre teve sua continuidade em nosso primitivo e obscuro planeta, trazendo para cá as luzes de um novo progresso combinadas com as lágrimas de um notável processo de regeneração de almas.


Capela: estrela que fica cerca de 45 mil anos luz do sol. 

Capela tem sua população, é um planeta mais evoluído que a Terra mas de tempos em tempos há uma espécie de limpeza energética nos planetas (mas esse tempo são milhões de anos), assim os seres que não estão evoluídos como o planeta que se encontram são transportados para outros planetas mais inferiores que eles para que estes possam ajudar na evolução de sua nova casa. 

A Terra no começo de seu período onde o homem apareceu, recebeu diversos espíritos da estrela Capela (os exilados da Capela). Estes forma os primeiros habitantes do nosso planeta.

Eles foram os que estiveram em diversos povos, como por exemplo os sumérios (principalmente eles), egípcios, os atlantes (sim, o reino da Atlântida que realmente existiu), entre outros. Foram estes exilados que trouxeram para nosso planeta conhecimentos avançados em :matemática, astronomia, arquitetura, agricultura e navegação, deixando obras como as pirâmides do Egito, os jardins suspensos da Babilônia e as edificações maias e astecas, entre outras. 

E o livro fala dessa primeira parte: os primeiros habitantes com consciência do nosso planeta, a vinda dos exilados da Capela para cá, a missão que eles tinham, como foi feita essa missão e tudo o que deixaram de herança para nós.

Para quem quiser se informar mais sobre essa história real, deixo alguns links que achei interessante:

http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2004/08/exilados_de_capela.html

https://www.youtube.com/watch?v=lazPL3cD_hE

https://www.youtube.com/watch?v=Oee5z4Ktawo

http://rosepedersoli.blogspot.com.br/2012/12/resumo-do-livro-exilados-de-capela.html

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Resenha: Cinco dias de sonho



Autor: Leonardo Silva
Editora: Chiado
Número de páginas: 110



Como seria dormir em sua cama e acordar em um lugar completamente desconhecido? Onde tudo é diferente, inclusive as pessoas? Davi viveu essa experiência e passou a desvendar o que aconteceu. Encontrou explicações não apenas para os fatos, mas entendeu melhor a sua própria história de vida. Sempre com a ajuda de Ana em uma saga repleta de revelações.


Começo essa resenha falando da minha alegria de ter recebido uma mensagem do autor sobre o envio desse livro dele, quando eu fui ver qual era o livro eu pulei de alegria pois este já estava na minha lista de desejados. 

Assim que o livro chegou na minha caixa postal, tratei de ler, e como eu imaginava...li numa noite. 

A história prende nossa atenção desse o início pois não há situações enroladas, cansativas, mas sim há fatos misteriosos que causam uma espécie de destravamento de outras situações misteriosas e assim por diante. 

Nos primeiros capítulos eu não tinha ideia do que estava acontecendo com o personagem Davi, ele estava acordado ou dormindo, a história em si ia se desenvolver quando ele acordasse ou ele estava acordado? 

Ir dormir e acordar em um mundo totalmente diferente do que conhecemos hoje mas ao mesmo tempo com pessoas tão...iguais a nós. Porque ele? O que aconteceu enquanto dormia? O que despertou esse acordar em um mundo diferente? Tudo é mentira ou é mais real do que se pode imaginar? O que tem nesse novo mundo? Que pessoas são essas que aparecem para ele? 

Mistura de ficção científica, aventura e situações dignas de prender a atenção total, é muito difícil não querer saber o que tem na próxima página. E a cada página uma revelação, uma possível saída para a solução dos problemas de querer voltar e acordar no lar que sempre foi seu, ou será que esse seu não é completamente seu? hehehehehehe.

A única coisa "ruim" é que o livro termina deixando gostinho de quero mais, hehehehehe, ruim entre aspas porque só histórias muito boas deixam essa sensação. Espero de coração que o autor continue escrevendo pois não há dúvidas para o talento em escrever histórias dignas de querermos sair correndo para ler. 

Livro mais do que recomendado. 

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Resenha: O Evangelho à Luz do Cosmos

Autor: Ramatís
Editora: Conhecimento
Número de páginas: 416



Se na beleza irretocável dos ensinos e parábolas de Jesus nada pode ser acrescido ou alterado, contudo, hoje pode ser feita a leitura mais esotérica deles, e percebido o seu sentido interno e oculto, que durante séculos permaneceu velado à consciência comum da humanidade. É o objetivo da presente obra de Ramatís, que desvenda a dimensão secreta e cósmica das histórias singelas do Mestre Nazareno. 

A evolução mental do terrícola, atualmente, já permite desvelar essa realidade mais profunda do Evangelho, que é a de se constituir uma síntese das leis cóscmicas, ou a "miniatura do metabolismo do próprio Criador". 

Neste obra de cunho iniciático, mas na linguagem cristalina e acessível característica de Ramatís, o leitor encontrará, além da interpretação mais profunda e esotérica dos preceitos evangélicos, um estudo fascinante dos temas "Deus" e "Evolução", tratados com a profundidade e clareza típicos do velho mestre da Grecia antiga. 

Uma das obras mais atraentes de Ramatís, que irá conquistá-lo para o rol de seus milhares de leitores.

No ano de 2015 decidi ler algumas obras que considero básicas, O Evangelho à Luz do Cosmo de Ramatís é uma delas. 

Imaginando que ia ser uma leitura cansativa comecei a ler sem grandes expectativas e isso foi bom de certa forma pois fui me aprofundando na leitura, fui lendo mais e mais e quando vi já estava na metade (e de cansativa a leitura não tem nada).

Este livro não é um novo Evangelho, nem contradiz o que a Bíblia diz, bem pelo contrário, ele apenas explica o que na Bíblia não esta escrito talvez de forma muito compreensível. 

Este Evangelho traz citações da Bíblia, cita muitas frases de Jesus e traduz numa linguagem bem atual, pois naquela época Jesus usava muito as parábolas já que o nível de evolução das pessoas era pequeno e se usasse palavras que usamos hoje com certeza elas não entenderiam ou poderiam não gostar, se revoltar. Então para chegar nos corações simples daquela época, ele usou muito as parábolas que neste Evangelho aqui da resenha são esclarecidas, são explicadas, são explicadas num ângulo mais fácil de compreendermos. 

Não sei porque demorei tanto para ler este livro pois ele é ótimooo. Recomendo!!